ÚLTIMOS POSTS

0

Resenha Maybelline Master Glaze Warm Nude

O Master Glaze Glistening Blush Stick é um blush em formato de bastão da Maybelline. Ele está disponível em seis cores, todas supostamente com brilho porém, os blushes não tem glitter aparente, apenas uma cintilância. A cor que eu vou resenhar hoje é a Warm Nude (40), um bege nude dourado com fundo laranja que é a cara do verão!

Os Master Glaze vem numa embalagem tipo batom, com base giratória, o produto sobre pra você aplicar, bem prático. A base é plástica e a tampa parece um acrílico fino e bem frágil, do tipo que quebra fácil mesmo se cair no chão. Num geral a embalagem deixa claro que é um produto barato mas é funcional, a tampa faz um “click” com a base e você pode carregar na necessaire sem medo de abrir. A embalagem é muito maior que o tamanho do bastão do produto também, decepcionando pela quantidade quando a gente gira o Master Glaze até o final. O rótulo colorido tenta reproduzir a cor do blush que dá pra ser visto através da tampa transparente. No fundo da base vem escrito o nome da cor e a numeração da mesma.

Maybelline Master Glaze Warm Nude

A textura do blush é cremosa e sequinha ao mesmo tempo – como aquelas bases com acabamento em pó quando entram em contato com a pele. Ele desliza fácil na pele, assim como esfuma. O ideal é levar o Master Glaze Warm Nude diretamente à pele, fazendo traços onde quer a aplicação. O bastão é consistente e, apesar de ser um produto supostamente cremoso, não faz meleca (nem nos 50 graus do Rio!).  A aplicação é muito limpa, eficaz, simples. Você arrasta o bastão e depois esfuma com os dedos para uma melhor aderência – o ideal é ir dando batidinhas sobre o Warm Nude, esfumando sem tirar o produto do lugar, como você faz quando aplica o corretivo com os dedos.

Aplicando o blush Master Glaze da Maybelline

Como blush o Warm Nude pode deixar a desejar pois tem a pigmentação leve, sendo mais translúcido no que diz respeito a cor. Depois de aplicado, o Warm Nude dá um toque de luz natural do sol, com um efeito de radiância bonito. Definitivamente é um tom que funciona mais como iluminador mesmo nas mais branquelas! Meninas bronzeadas vão encontrar nele um complemento lindo pra uma noite de verão – quando só um iluminador e uma máscara de cílios já fazem muita diferença!

Swatch Maybelline Master Glaze Warm Nude

A textura do Warm Nude é realmente agradável de usar – mesmo tendo a pele seca, ele não marca as imperfeições, poros, acumula nas ruguinhos ou mesmo craquela. O acabamento fica uniforme e natural. Acredito que em peles oleosas o Master Glaze Warm Nude possa incomodar e parecer mais sujo do que radiante pois mesmo tendo uma boa aderência e acabamento sequinho, ele cria uma fina camada de produto sobre a pele que se move, mesmo em mim, se eu permanecer esfumando e mexendo – não é um produto que seque por completo ainda que sequinho na pele (dá pra entender?! Rs!).

Blush Master Glaze na cor Warm Nude esfumado

O ponto negativo do Master Glaze Warm Nude é a durabilidade – pobre – em duas horas ele já esmaeceu consideravelmente. Definitivamente não é um produto pra você passar e ir pra um festão ou evento que dure o dia ou noite inteira. O Warm Nude é bom pra retoques, pra carregar na bolsa e aplicar antes da happy hour ou jantar com o namorado/marido depois de um dia daqueles! Instantaneamente ele te faz parecer radiante, saudável, jovem e feliz – como você fica quando pega um solzinho meio que sem querer!

Os blushes em bastão da Maybelline não são vendidos no Brasil. Nos EUA o preço é super amigo, cerca de U$ 6 onde vende Maybelline.

3

Resenha Contour Kit da Anastasia Beverly Hills

A paleta Contour Kit da Anastasia Beverly Hills é uma paleta para contornar e iluminar a pele. A Contour Kit é vendida de duas formas: pré-configurada  – com seis tonalidades de pós em lojas como Sephora (nos EUA) – ou você customizada – exclusivamente no site da Anastasia Beverly Hills  onde há 27 opções de cores para você escolher as 6 da paleta. Eu comprei a versão pré-configurada e adorei a seleção de tons.

Resenha da Paleta de Contorno da Anastasia Beverly Hills Contour Kit

A Anastasia Beverly Hills descreve a Contour Kit como uma paleta para esculpir e definir sua pele com seis tons de pó pensados para contornar e iluminar o rosto.

A embalagem é um recipiente de paleta clássico, pretinha com base metalizada para o encaixe dos pós que tem recipiente metalizado. A paleta é feita de um papelão rígido envolta por uma luva em uma cartolina espessa. A luva em si, torna-se desnecessária no dia-a-dia pois a tampa da Contour Kit possui um imã que gruda na base, protegendo o produto. Os seis espaços são magnéticos para o encaixe dos pós – ao lado de cada espaço há um vão para facilmente trocar ou substituir os mesmos – a vantagem desse tipo de embalagem é que possivelmente você vai acabar com algum tom antes de outros então é possível comprar somente o refil (à venda com exclusividade no site da Anastasia). A desvantagem é que a paleta é de papelão – ainda que rígido, é papelão! Deixa a sensação de que não é uma paleta durável mas isso só o tempo vai dizer. Outro ponto é que, por ser um pó, a superfície de contato poderia ser maior – a paleta poderia ser maior – para que pudéssemos usar pinceis maiores também!

Contour Kit - Swatches - Anastasia Beverly Hills

A paleta de contorno Contour Kit da Anastasia pré-configurada vem com as seguintes cores: Sand, Vanilla, Banana, Java, Fawn e Havanna. Os tons são bastante usáveis para o meu tom de pele com exceção do Havanna (o último marrom da paleta à direita).

  • VanillaPara iluminar sem dar brilho. O tom é um creme levemente rosado, com acabamento mate, sem brilho ou cintilância. A textura é sedosa e a pigmentação suave, quase translúcida – ideal para criar um leve contraste com tons mais escuros sem necessariamente criar um foco de luz no local. Bom também para fixar corretivo, iluminador líquido ou mesmo para usar em toda a face como pó (dependendo do seu tom de pele, claro). Você ainda pode usar o Vanilla no canto interno dos olhos pra iluminar sem brilho, embaixo das sobrancelhas pra marcar bem o desenho das mesmas ou até na pálpebra, como sombra.
  • BananaPara iluminar com contraste maior pois tem tonalidade amarelada, cor de banana claro, perfeito pra quem quer fazer o famoso contorno Kim Kardashian. O acabamento é mate, sem brilho ou cintilância. A textura é fina, esfarela de leve mas adere bem à pele – matifica as àreas em que é aplicado e realmente, quando usado em conjunto com tons mais escuros, cria um contraste na pele que muda o rosto completamente. Eu tenho que ter um super cuidado ao usá-lo embaixo dos olhos pois pode acabar enfatizando linhas finas, deixando o olhar dez anos mais velhos! Muito pouco faz uma diferença enorme! Sem dúvida o Banana é um dos pontos altos da paleta e um tom que compraria o refil. Fica muito bacana e ousado em conjunto com os tons mais escuros.
  • Sand – É o tom mais “chato” da paleta porque existem milhares de iluminadores idênticos: um bege clarinho, rosado e cintilante. O brilho é pouco e esparso mas dá um glow bonito na pele – veja a diferença entre aplicar um iluminador com ou sem brilho – o com brilho vai criar um ponto de luz enquanto o opaco vai criar contraste e volume nas áreas aplicadas. Quem tem pele mista ou oleosa pode abusar de aplicar o Sand sobre o Vanilla ou Banana para um efeito incrível – em mim fica pó demais – tenho que ter um super cuidado se arriscar essa combinação. No mais, o Sand não esfarela, a cintilância faz parte da própria textura do pó, adere bem à pele, é fino, não realça as imperfeições da pele e o efeito fica “cara de rica” e não “cara de suja”, mesmo após muitas horas! Também pode ser usado como sombra na pálpebra ou pra iluminar o cantinho interno dos olhos.
  • Java – Para bronzear ou contornar com mais dramaticidade – depende do seu tom de pele. A tonalidade é um marrom médio mais neutro – não é aquele tom “tijolo” que fica avermelhado na pele. Em meninas clarinhas ele serve pra dramatizar o contorno, em meninas bronzeadas ou morenas, servirá como um bom pó bronzeador. O Java é um muito pigmentado, a textura é bem sedosa, não esfarela. Pela pigmentação, tem que ter cuidado ao aplicar e esfumar pra não manchar a pele onde o pincel encostar. Eu uso pra realçar o contorno das maçãs principalmente junto com o Fawn. Ele também pode ser usado pra contornar o ossinho do nariz e a pálpebra.
  • FawnÉ o meu queridinho da paleta por motivos que, se você é meio branquela é usa bronzers, vai me entender – ele não é marrom típico, que aquece a pele – não tem fundo vermelho ou laranja. O Fawn é um marrom neutro, puxa pro bege, como um tom de pele natural (no caso das mais branquinhas). O Fawn é perfeito pra criar contraste, sombra, sem parecer falso, ideal para o dia-a-dia. A textura é sedosa, fina, aveludada,  esfuma lindamente na pele parecendo até um pó em HD que disfarça e suaviza a pele. O acabamento é mate, a pigmentação é boa e, mesmo pesando a mão, não fica manchado. O Fawn é o tom que eu mais uso da Contour Kit e, quando quero um contorno mais dramático pra noite ou ocasião especial, reforço alguns pontos com o Java. Para quem é morena ou negra, o Fawn pode não funcionar – para as branquinhas, um tom perfeito pra contorno sem dúvida!
  • Havanna – O Havanna é o pó da paleta que eu não precisaria – quero comprar um Fawn para substituir! O tom é um marrom avermelhado escuro, muito pigmentado e forte. É um tom para contorno de peles mais escuras. O Havanna também tem acabamento opaco, textura suave e aveludada. Como é um tom muito escuro pro meu tom de pele, é o tom que menos tenho a falar. Quando uso é na pálpebra e gosto do resultado – como o Fawn ele é menos farelento, parecendo um pó HD. Sem dúvida deve ficar lindo na pele porém, em peles mais escuras que a minha.

Contour Kit da Anastasia Beverly Hills - Contorno

Na prática a paleta de contorno Contour Kit da Anastasia Beverly Hills é um kit incrível de contorno com muitas opções de tons pra você brincar. A textura dos pós é bem similar, sedosos e fáceis de esfumar. A pigmentação é de boa a ótima, nenhum tom deixa a desejar. Quanto à durabilidade, sem falar especificamente de nenhuma cor, o contorno que eu faço pela manhã ou para ir à um evento à noite está direitinho até eu remover à maquiagem antes de dormir.

Os pós da Contour Kit não tem nenhuma propriedade benéfica à pele como proteção solar ou controle de oleosidade. Também não tem nenhuma tecnologia de disfarce óptico ou acabamento em HD mas a qualidade é excelente em termos de textura, pigmentação e acabamento.

Passo a passo - Paleta de Contorno Anastasia Beverly Hills

Quando a Contour Kit foi lançada fez um super barulho na mídia pois contorno é uma poderosa arma de disfarce e correção. Também não há muitas opções de paletas para este fim. O efeito de contraste tem poder de melhorar a simetria do rosto, afinar, dar impressão de volume e corrigir as imperfeições na pele. A regra é simples: você ilumina o que quer realçar e escurece o que quer esconder. Os diferentes acabamentos apenas mudam a forma como a luz reage com a pele e o efeito que isso provoca em relação ao ambiente.

Depois que eu comecei a contornar meu rosto e usar bronzers, nunca mais parei. É um passo que faz grande diferença – seja somente um bronzer para aquecer a pele e parecer mais saudável, seja um pó mais escuro como o Fawn para melhor definir o rosto. Eu vivo em busca de tons e texturas que se adequem à minha pele, que pareçam mais naturais e sejam práticas pro dia-a-dia – eu amei a Contour Kit pelas possibilidades – você pode brincar com os tons, testar, misturar, customizar.

Para o dia prefira tons não muito agressivos e menos brilho. Um iluminador como o Vanilla pode realçar algumas áreas do rosto sem dramatizar ou parecer artificial sob a luz natural, assim como a sombra que o Fawn cria. Já para noite, quando você vai tirar fotos com flash ou luz direta artificial, um iluminador com brilho tende a criar um efeito mais bonito, de glow, glamour e volume onde é aplicado. A sombra criada por um pó mais escuro, nesse caso, tem que ser mais dramática.

Antes e Depois Contour Kit Anastasia Beverly Hills

Hoje em dia é comum relacionar contorno à perfeição – o efeito Kardashian das redes sociais – vocês já repararam como todas as YouTubers só ensinam isso? Minha dica pra você contornar sua pele é a de não buscar esse efeito (a não ser que você vá desfilar num Red Carpet com holofotes e flashes em cima de você). Ninguém vai na padaria com o rosto parecendo um desenho digital corrigido – ok, possivelmente a Kim Kardashian vá! O famoso contorno que as celebridades usam nos Red Carpets são pensados pra luz, pro horário, pro flash e pra foto do momento. Não é esse o contorno que você deve perseguir até porque o rosto de cada um é diferente. Quanto mais você conhecer o formato do seu rosto, o seu tom e textura da sua pele, mais natural vai parecer o efeito de luz e sombra no seu rosto. Mais bonito ao vivo será.

Eu encomendei minha paleta de contorno Contour Kit da Anastasia Beverly Hills logo no lançamento com a Marilia Neto e-mail: lila.usa@hotmail.com – nos EUA a paleta com seis tons de pó custa U$ 40 na Sephora ou onde vende a marca. No site da Anastasia é possível customizar as cores. Vale muito à pena!