ÚLTIMOS POSTS

2

Resenha Estojo de Maquiagem Maybelline The Nudes Palette

A The Nudes é a primeira paleta de sombras que a Maybelline lança. São 12 cores de sombra em pó em tons neutros com variações de bege, marrom, dourado e, como não podia faltar, um pretinho! As sombras tem diferentes acabamentos e foram pensadas para atuar de forma complementar umas às outras. A proposta da The Nudes é oferecer tons que você pode usar de dia, à noite, criando maquiagens suaves, naturalmente esfumadas, com o nível de dramaticidade que você quiser.

Na prática a paleta The Nudes é versátil e funcional, atende bem quem quer uma paleta com um custo bacana para usar todo dia para trabalhar. Numa comparação inevitável com a Naked da Urban Decay, as sombras da The Nudes são mais trincadas, menos “amanteigadas”, menos aveludadas. Ainda em relação à Naked, as sombras da The Nudes são menos pigmentadas mas esfarelam tanto quanto.

Estojo de maquiagem Maybelline The Nudes Palette

A embalagem da paleta The Nudes parece ser de acrílico rígido, é vistosa, fecha super bem. Ela vem lacrada em plástico e através da embalagem é possível ver as cores das sombras. Abaixo das sombras há um compartimento onde vem um aplicador de ponta dupla tipo esponja junto. Para minha surpresa, o aplicador é bem bonzinho, principalmente para esfumar cores embaixo dos olhos ou rente à raíz dos cílios.

No parte de trás da paleta, há um adesivo colado com informações gerais do produto como ingredientes, onde é fabricado (nos EUA) e indicações de uso ilustrada. A falha da Maybelline em não colocar visível informações de validade do produto pra mim é assassinato de confiança com o consumidor e não foi diferente na paleta – não achei dados de validade. Quanto à sugestão de uso, a Maybelline indica que as cores foram pensadas para serem usadas como quartetos, trios e duos segundo a ilustração no fundo da paleta mostrada na foto acima.

Resenha Maybelline The Nudes

As cores da Maybelline The Nudes Palette

As sombras da paleta The Nudes não tem numeração nem nome. A qualidade de todas é mediana em diferentes aspectos – algumas tem boa pigmentação mas péssima fixação, outras não constroem cor. Todas esfarelam bastante e os tons 3, 5, 6,  8 e 12 não possuem cintilância porém não os considero totalmente mate – a textura lembra as sombras de acabamento satin da MAC. As demais cores possuem brilho ou cintilância intensa mas nenhum glitter.

  1. Bege claro, tipo champanhe, com fundo rosado com brilho – sombra ideal para fazer um ponto de luz no canto interno dos olhos – a pigmentação é bem pobre e a fixação péssima. A textura é sedosa e fixa melhor com primer ou com aplicando com o dedo;
  2. Bege médio para claro com fundo rosado e frio – boa cor de transição na pálpebra, pouco cintilante, pigmentação e fixação mediana. A cor precisa ser bastante construída mas, para peles claras, é um tom ótimo para esfumar o côncavo e suavizar outros tons;
  3. Bege nude, tom creme, neutro e claro (some na minha pele). É um dos tons com o acabamento tipo acetinado que, num primeiro momento parece mate porém, aplicado, tem uma cintilância translúcida leve. O tom é bom pra limpar a área da sobrancelha e a pigmentação é bem razoável;
  4. Tom de ouro velho, dourado escuro, mais neutro que amarelo. É a melhor sombra da paleta na minha opinião – melhor textura, melhor pigmentação, melhor fixação. Além de muito sedosa e aveludada, a cor é muito bonita e adere bem à pele mesmo sem um primer. Também é um tom que sozinho na pálpebra fica bonito. A sombra esfuma bem fácil e você pode adicionar mais cor no côncavo para um efeito de profundidade – o tom neutro e escuro constrói um marrom fechado e suave quando espalhado – é o tom que mais uso e valeria à pena comprar sozinho;
  5. Bege médio acizentado – uma versão mais opaca da número 2. A textura é macia porém a pigmentação e a fixação são péssimas. Sem um primer é um exercício de paciência usar essa sombra porque a cor não transfere do pincel para a pele. Com primer ela tem performance um pouco melhor no quesito aderência mas continua ruim pois a cor realmente não “pega” na pele – é a cor inútil da paleta;
  6. Marrom escuro acizentado, bastante fechado e neutro – boa cor pra dramatizar o olhar. É uma das sombras que menos esfarela, a textura é macia e a pigmentação boa. A aderência é mediana, tem que construir a cor pegando mais e mais produto com o pincel;
  7. Marrom acobreado com boa pigmentação e aderência. É uma das sombras boas da paleta com fixação mediana que também fica bonita sozinha na pálpebra. A textura é aveludada e, usando um primer, a cintilância levemente dourada se sobressai;
  8. É o marrom clássico da paleta, médio para escuro, nem muito frio, nem muito quente, na medida certa! Infelizmente a textura é ressecada e a fixação é bem pobre apesar da pigmentação mediana. Dá pra usar o dedo e aplicar sobre toda a pálpebra para servir de fundo para receber outras cores – com o dedo a fixação é bem melhor. A intensidade da cor dá para ser construída e é boa para esfumar a maquiagem no côncavo, funcionando como cor de transição – o marrom fica suave e natural;
  9. É o tom de dourado vivo e amarelo da paleta – esfarela horrores! A textura é aveludada, a cor bem pigmentada e a aderência é bem boa. A cor é bonita, rica, uma das melhores da The Nudes, ótima para iluminar a pálpebra e criar uma maquiagem mais festiva;
  10. Marrom escuro com um toque de vermelho – cor bonita, super promissora até que você decide usar e chora porque caiu farelo no rosto todo! Mais uma sombra cuja pigmentação é mediana e a aderência péssima. Com primer a performance melhora muito mas não considero uma boa sombra;
  11. Creme acizentado bastante cintilante – a pigmentação enquanto cor é quase inexistente nessa sombra, ideal para adicionar brilho sobre qualquer uma das outras cores – é um tom que, na pele, fica um prata rosado quebrando um pouco da neutralidade das outras cores. Funciona como ponto de luz no canto interno também;
  12. É o preto da The Nudes. O tom é azulado, mais frio. A pigmentação é pobre e a aderência é péssima! A cor não consegue ser construída na pálpebra por mais que você tente. Esfarela demais, tem a textura ressecada e, o máximo que você consegue de resultado de cor, é um carvão leve e cinza nos olhos.

Swatches Palette Maybelline The Nudes

O que eu gostei na paleta The Nudes é que os tons são realmente neutros e não totalmente quentes ou frios. A seleção de cores é muito boa porém as sombras não correspondem em pigmentação. Não é o tipo de sombra que você tem que tirar o excesso do pincel antes de levar à pálpebra, muito pelo contrário. Ao mesmo tempo as cores esfarelam bastante caindo sobre o rosto quando esfumadas. Como a maioria das cores precisa ser construída pra ter visibilidade mínima na pele, recomendo usar um primer para otimizar a cor e melhorar a fixação.

Apesar da pouca aderência, as sombras conseguem ser bem espalhadas de forma que, mesmo quem não tenha experiência em fazer olhares esfumados, consegue espalhar pouco a pouco os tons na pálpebra e obter um resultado bacana para uso casual. Se não é o seu caso, se gosta de marcar bem as cores na pálpebra e de muito drama e intensidade, a paleta The Nudes vai te decepcionar bastante.

Resenha Paleta Maybelline The Nudes

Outro ponto que gostei na The Nudes foi a embalagem que a torna prática e segura para carregar em qualquer bolsa mesmo solta, fora da necessaire - coisa que não posso nem pensar em fazer com a minha Naked! Não me importo em não vir um pincel na paleta pois, para aplicar, eu acho melhor usar o dedo mesmo – o aplicador ajuda bastante também para depositar a cor e não esfumar necessariamente. As sombras da The Nude acabam sendo um quebra galho quando quero fazer uma maquiagem sem pensar muito no dia-a-dia. Começo sempre usando tons mais claros na pálpebra toda e esfumo de fora para dentro os tons mais escuros. Usando um tom de marrom clássico (8), com o dedo mesmo fico espalhando o tom no côncavo para suavizar e limpar as outras cores. Usando os dedos a tendência a esfarelar das sombras diminui bastante.

Definitivamente a paleta The Nudes não é a paleta ideal para você ter em um kit profissional se for um makeup artist ou outro profissional do ramo de beleza. Também não é ideal para aquela balada que vai durar até de manhã ou sua formatura ou casamento pois as sombras tendem a esmaecer bastante na pálpebra em duas, três horas sem um primer. Mas para trabalhar, para a rotina do dia-a-dia, é uma paleta sem mistérios, que cria um efeito bacana com um custo bom, sem agredir a pele da pálpebra, causar ardência ou irritações.

A paleta The Nudes Palette da Maybelline já está disponível no Brasil! No Submarino está em oferta por R$ 69,90. Nos EUA a The Nudes custa cerca de U$ 10. 

4

Tyra Banks  2012

Na noite do último MTV Movie Awards, dia 12/4, postei no Face um comentário sobre as espécimes bizarras que estavam cruzando o Red Carpet – sempre tem os excêntricos, os loucos, os erros de maquiagem e vários desserviços aos nossos olhos! Não me entendam mal – sou até bem moderninha mas, a meu ver, o clássico é bonito, o colorido é divertido, o excêntrico é personalidade mas tem coisas que não desce, não dá! Não postei as bizarrices porém, achei educativo seguir a sugestão da querida Carolina Bagattolli, leitora do blog, e dar alguns exemplos de erros de maquiagem pra vocês, do que não fazer ou como evitar gafes quando o assunto é maquiagem, principalmente para ocasiões importantes para nós, em que vamos tirar fotos e celebrar – não pagar mico!

Lição 1: menos é SEMPRE mais

Acho que é o básico da maquiagem e de quase tudo na vida: menos é mais! “Mais” pode ser “demais”! Quis que essa fosse nossa primeira lição porque todas as outras recaem sobre ela de alguma forma – excesso de base, excesso de pó, excesso de cor…

No caso da super modelo Tyra Banks na foto acima, foi excesso mesmo! Tem tanta coisa errada nessa maquiagem que não há nem palavras pra explicar… Parece que o maquiador quis fazer um olhão preto com dourado, colocou sombra demais e aí rolou uma inspiração de “Cisne Negro” e ele achou lindo e aí foi! Faltou cor de transição, faltou esfumar, faltou harmonia. Pra acabar de destruir a moça, ainda aplicou um bocão lilás totalmente fora de contexto. A maquiagem está feia, mal feita, mal acabada… Se fosse eu, teria lavado o rosto, passado um batom e ido embora – teria ficado mil vezes melhor – menos seria tudo nessa hora!

Kelly Osbourne 2013

Lição 2: use a base no tom certo!

Um dos fantasmas mais velhos da maquiagem é a escolha do tom certo da base! E, para completar, sua base ainda pode mudar de cor na pele, oxidar, refletir o flash…. um pesadelo! O mais importante na hora de escolher a cor é pensar em você como um retrato – o rosto e o pescoço tem que estar em harmonia, tem que se encontrar e estar uniforme. Para isso, teste a base na linha do maxilar – o tom ideal deve sumir na transição da bochecha em direção ao pescoço. Eu por exemplo, tenho o centro do rosto muito mais vermelho e pigmentado que o contorno, que tende a ser no mesmo tom do resto do meu corpo. Quando compro uma base, é sempre estranho usá-la pela primeira vez pois a cor  é sempre muito diferente do meu rosto nu. Porém, uma vez esfumado o produto, me olho no espelho e fico satisfeita em ver que não há uma diferença de tons entre o centro do rosto, a linha do maxilar e o pescoço – estou uniforme e feliz, rs!

Se a sua base oxida – fica amarelada ou laranja depois de aplicada, há alguns truques que você pode fazer para minimizar o problema e não sair mal na foto. Primeiro é preciso entender por que isso acontece. Na maioria das vezes a base oxida por conta de uma reação do ph da sua pele com a química contida na base. Outros produtos que você aplica antes também podem reagir quimicamente – principalmente protetor solar – e causar alteração na cor. O clima e a umidade do ambiente assim como produto vencido, também alteram o tom da base. Peles oleosas costumam ter mais problemas com oxidação.

Para prevenir a oxidação da base é fundamental usar um hidratante adequado pro seu tipo de pele – pele não hidratada, inclusive a oleosa, trabalha mais pra manter o nível de hidratação, tende a produzir mais óleo e reagir mais com a base. Um bom primer também pode evitar a oxidação uma vez que cria uma barreira entre o produto e a pele. Também não pule o pó! Ao finalizar a aplicação da maquiagem com um pó vai evitar que a base reaja com o oxigênio presente no ar, que também pode alterar a cor do produto.

Leighton Meester Google 2009

Lição 3: conheça a sua paleta de cores

Acho que está bem nítido que a bela Leighton Meester não fica bem de olho roxo né? Muito menos com delineador dourado e bocão vermelho, tudo junto!!! É quase o mesmo caso do “menos é mais” porém, aqui cabe falar bem das cores escolhidas. É um fato: cada pessoa tem um tom de pele, um subtom, uma tonalidade de cabelo, um formato de sobrancelhas. Todo o conjunto tem que estar em harmonia.

A maquiagem corretiva serve para ajustar falhas e a maquiagem estética serve para valorizar a sua beleza. Parte do trabalho do maquiador é entender essa diferença, saber usar tons e subtons para deixar a mulher bonita ou atender a necessidade de um editorial por exemplo. É fundamental pra qualquer profissional conhecer teoria de cor, cores complementares e, acima de tudo, ter o bom senso em relação ao resultado final. Eu por exemplo, sei que não fico bem com tons de prata no olho – aprendi isso me olhando no espelho e me achando horrível! Basta ter bom senso.

Kim Kardashian 2013

Lição 4: pele não é gesso, base não é máscara

Todas nós queremos uma pele perfeita, claro! Mas existe uma coisa pior do que pele ruim: pele engessada! E com tanta base boa por aí, é possível cobrir, corrigir, sem parecer que colocou uma máscara no rosto.

Além de escolher uma base com textura fina e boa pigmentação, evite aplicar muito produto sobre a pele. Depois de esfumar uma camada, possivelmente o corretivo vai lhe ajudar a corrigir problemas mais pontuais deixando a maior área do rosto apenas com base.

É super importante que você veja através da base para que o resultado da maquiagem fique bonito e natural. Se você tem poros largos e textura irregular, um primer siliconado pode disfarçar com efeito ótico melhor do que muita base sobre o rosto. O acabamento com pó também precisa ser o mais leve possível. Uma dica pra quem tem pele oleosa: não adianta depositar muito produto achando que mais pó vai controlar por mais tempo sua oleosidade porque não vai! Fica mais bonito você aplicar uma fina camada para matificar e segurar a maquiagem no lugar do que sair com cara de gesso! Além do mais, você pode sempre levar um blot em pó com você e retocar conforme achar necessário.

Nicole Kidman 2009

Lição 5: se banhar em pó translúcido não vai te deixar bonita!

Pó translúcido, normalmente vendido como “HD” é um perigo! O excesso dele é um erro clássico de maquiagem, principalmente nos Red Carpets. Os maquiadores que cometem esse erro são muito mal preparados na minha opinião #prontofalei. O vilão não é o pó, mas a situação. 

Os pós translúcidos contem sílica, um mineral que reflete a luz e promove consequentemente o disfarce óptico das imperfeições da pele que tanto amamos. Além disso, a sílica ajuda controlar a oleosidade e brilho do rosto por mais tempo. Por esses motivos os pós translúcidos são vendidos como sendo próprios para tecnologia HD – deixam a pele em harmonia para foto e vídeo de alta resolução ao matificar e suavizar a cútis.

O problema é que, ao contrário dos estúdios onde a luz é controlada, no tapete vermelho a luz rebate por todo lado – os flashes disparam de todas as direções e ao mesmo tempo, causando um bate e volta da luz que provoca o temido efeito fantasminha nas celebridades. A menos que você vá em um evento assim, onde luzes vão estar descontroladas e por todo lado, não há o que temer. Inclusive algumas noivas morrem de medo de usar esse tipo de pó mas não há motivo já que possivelmente haverá um fotógrafo com uma luz exclusivamente dedicada a você! Se mesmo assim você não quiser arriscar, uma boa opção é trocar o pó translúcido por uma base ou pó com cor, também mineral. O efeito vai ser similar pois a maioria desses produtos também contém sílica e o reflexo da luz será menor.

Katy Perry - MTV Video Music Awards 2014

Lição 6: batom no dente é feio pra caramba!

Essa lição é bem rapidinha e básica, principalmente com batons cremosos e líquidos. Num primeiro momento você não vai encontrar nada de errado com a maquiagem da Katy Perry acima, até que ela abre a boca e tem batom por todo lado!!!  A regra é bem simples: terminou de passar o batom, dá uma chupada no dedo indicador para evitar que o produto no centro dos lábios transfira pra os seus dentes. O sorriso fica muito mais bonito branquinho, sem borrão de batom!

Rebel Wilson - MTV Movie Awards 2015

Lição 7: não adianta se maquiar e parecer 10 anos mais velha!

Você pode usar a maquiagem a seu favor ou contra você – é uma escolha.  Se você tem muitas linhas de expressão nos olhos, pés de galinha, rugas, o melhor é disfarçar o olhar ressaltando o contorno dos olhos com um lápis ou delineador do que esfumar sombra por todo lado. No caso da Rebel Wilson foi o que aconteceu – a sombra esfumada com brilho embaixo dos olhos só evidenciou as linhas ao redor dos olhos e a envelheceu bastante. Um lápis nude, bege ou branco na linha d’água teria aberto mais seu olhar e funcionado melhor com os cílios postiços. O mesmo vale pro batom cremoso – parece estar subindo em direção ao nariz!

Uma das principais recomendações de maquiagem para pele madura é justamente contornar olhos e boca para deixar você com uma aparência mais jovem. Evidenciando o olhar você tira o foco das linhas da região, assim como uma boca bem desenhada se sobressai, não deixando ninguém reparar nas rugas e vincos ao redor.

Reese Witherspoon - Oscars 2015

Lição 8: também não adianta se maquiar e parecer mais cansada!

Está acabada mas tem um festão imperdível? Dá pra minimizar a fadiga, corrigir a pele, se jogar num iluminador, passar muito rímel e um batom lindo em minutos sem mistério. Não vale é ir pro Oscar com cara de quem não dorme há três dias!

A fofa Reese Witherspoon na foto acima até está com uma pele fina e bonita porém, sem correção e definição! A sombra marrom esfumada na pálpebra só reforçou suas olheiras e, como seu olhos são enormes, o foco do rosto da moça, a gente só vê olheira na foto! Faltou um batom, um iluminador pra valorizar as maçãs e corretivo!

Toda vez que você estiver muito cansada, principalmente com a região dos olhos evidenciando o cansaço, abuse do iluminador – até misturado na base – e use um batom vermelho ou qualquer um que transforme sua boca no destaque do seu rosto – sua boca nunca está cansada, nunca evidencia a exaustação, ao contrário dos seus olhos.

Cara Delevingne -  MTV Movie Awards 2015

Lição 9: você quer ser Princesa ou a Rainha Má?

Antes que me crucifiquem, eu acho a Cara Delevingne uma das moças mais bonitas da atualidade! A foto ilustra como uma moça linda, de 22 anos apenas, pode parecer sisuda, pesada, com 15 anos a mais, com pequenos detalhes – no caso, as sobrancelhas.

As sobrancelhas da Cara são perfeitas, cheias, preenchidas, tem arco, não precisavam de tanto preenchimento e correção. Combinadas com uma pele super mate e um penteado muito old fashion, a moça deixou de ser Princesa e virou Rainha Má!

As sobrancelhas fazem muita diferença no semblante de uma mulher. Não sou muito fã dessa atual obsessão por sobrancelhas tipo Taturanas não! Acho que acima da modinha, tem que prevalecer o bom senso e a harmonia do rosto e a expressão facial de cada um.

Jennifer Aniston

Lição 10: a maquiagem pode piorar tudo…

Fez bronzeamento artificial e ficou manchada? Troca o figurino mas não tente usar sua base para resolver o problema – há grandes chances de piorá-lo. A pele do seu corpo é totalmente diferente em comportamento e tom do seu rosto. Existem bases específicas para o corpo porém, em uma disponibilidade de cores bastante restrita. Além disso, a área do seu corpo é muito extensa e as nunces são milhares – cobrir uma ferida, varizes ou uma tatuagem pequena é até aceitável porém, uma área maior irá deixar uma uniformidade de tom estranha (sem sombras ou volume), que sua pele natural não tem. Ao invés de disfarçar, você pode acabar chamando mais atenção para o problema – foi o que aconteceu com a Jennifer Aniston. Teria sido mais fácil trocar o modelito!

No entanto há por aí ótimos sprays que sobem um tom de pele, produtos feitos pra valorizar as curvas do corpo como bronzeadores e iluminadores que trazem uma luminosidade sexy no estilo das top models. Esses produtos tendem a secar, não manchar as roupas e ainda disfarçam as imperfeições pois possuem tecnologia de difusão de luz. Esse tipo de produto funciona porque não cobre mas disfarça, mantendo a textura e sombras naturais da pele.

Bai Ling - MTV Movie Awards 2015

Lição 11: quando nada funciona!

Essa lição também é bem básica – a maquiagem deve complementar o seu look o tornando mais harmonioso, valorizando sua imagem. A maquiagem errada pode depreciar sua imagem tanto quanto a roupa errada mas, com a roupa errada, nenhuma maquiagem funciona. Basta ver a foto da atriz de 48 anos, Bai Ling. Há vários comentários a fazer mas dá para resumir em uma pergunta só o meu comentário: ela está indo para uma premiação ou para um desfilar na Sapucaí?

Acho que bom senso e um pouco de autocrítica é necessário. Você tem que refletir se está se vestindo e se maquiando para a ocasião, não importa qual.

Nikki Minaj - AMA 2012

Lição 12: blend, blend, blend!

Eu poderia ter postado mais umas vinte fotos de erros de maquiagem só da Nikki Minaj – ela é campeã absoluta de erros, feiuras, falta de classe e bizarrices – mas essa foto diz absolutamente tudo e ainda nos ensina uma lição fundamental da maquiagem – esfumar é preciso!

Todo produto que você aplica sobre a pele deve ser esfumado ao máximo para que a aplicação fique fina e o mais natural possível. O ato de esfumar e misturar – blend em inglês – faz com que as transições de cor sejam suavizadas e o resultado da maquiagem fique mais bonito. Quanto mais você esfumar, mais bonito vai ficar.

Para produtos cremosos, pincéis de cerdas sintéticas são ótimos para esfumar bases, corretivo e primers. Esse tipo de pincel consegue manter a propriedade da pigmentação dos produtos deixando uma camada mais fina na pele. Já produtos em pó são melhor esfumados com pincéis de cerdas naturais pois a suavidade da cerda faz transições de cores de forma mais suave, misturando texturas e cores sem mover tanto o produto.

Gostaram da brincadeira e das dicas?
Se gostaram, comentem que de vez em quando eu faço um post assim!

Beijão! Manu